• Julian Berman

Empreender na gravidez: Como não pirar?

Empreender não é das coisas mais simples do mundo, agora experimente empreender enquanto se está grávida.


Como não pirar?


Por aqui, tenho conseguido colocando em prática alguns pontos importantes e que tem sido essenciais para manter não só a saúde financeira das minhas empresas, mas também a minha saúde mental. E, por isso, resolvi dividir por aqui com vocês.


Muitos desses pontos, aliás valem para todas as empreendedoras - grávidas ou não.


Organização


Se você não é do time organizado, essa é a hora, pois se não a chance de pirar é grande. Principalmente porque a gente fica muito esquecida na gravidez.


E quando organizamos nossos compromissos, nossa rotina e nossa vida, fica mais fácil de perder algo importante.


Planejamento


Tem a ver com organização, mas um passo adiante.


Se você é uma profissional liberal como eu, você vai ficar algum tempo sem trabalhar depois do parto.


Por isso é importante que você planeje para não deixar nenhuma cliente na mão, para não deixar suas redes sociais sem atualização e, principalmente, que se planeje financeiramente para os meses que em não vai ter receita.


Tenha um time


Sei que nem todo mundo consegue investir em profissionais para te ajudar em alguns aspectos como na parte financeira, contábil, marketing digital e assim por diante.


Mas se você conseguir bancar esse “luxo” eu recomendo fortemente, especialmente nesse período pré e pós-parto. Terceirizar demandas vai aliviar o peso nas suas costas.


Prepare a cabeça


Faça terapia, meditação, converse sobre o que está sentindo com pessoas que você confia…


A sua saúde mental é tão importante quanto a sua saúde física, a do seu bebê e a saúde do seu negócio. Invista nela.


Ouça seu corpo


Se é a sua primeira gravidez, como é a minha, preste mais atenção ao seu corpo e ao que ele te diz.


Perceba quando é indisposição ou quando é só preguiça, quando é medo ou só os hormônios atuando.


Flexibilidade


Nem tudo está sob o seu controle, então ter jogo de cintura e flexibilidade é essencial. E isso vale para mudar planos.


Não tenha medo de mudar o que foi planejado se a situação pedir.


Só não deixe de recalcular a rota e criar um novo planejamento, para tudo fluir mais ou menos sob controle.


E tem mais alguém passando por isso aqui? Ou que já passou por isso? Que tal dividir com a gente como tem feito para não pirar nesse período de empreender na gravidez?


Eu vou adorar!